O que fazer caso ocorra vazamento dos seus dados pessoais


De acordo com uma pesquisa da agência holandesa de cibersegurança Surfshark, os dados de cerca de 455 brasileiros são vazados a cada minuto. Mais de 3 milhões de pessoas foram expostas no segundo trimestre de 2022. Dados como CPF, RG, CNH, números de telefone e outras informações podem causar danos aos proprietários se utilizados por indivíduos mal-intencionados.


Durante o período de 2018 e 2019 a quantidade de vazamentos no país chegou a 493% de acordo com Massachusetts Institute of Technology (MIT). Ao todo houve três grandes acidentes em 2018, e em 2019 foram 16.


223 milhões de informações foram disponibilizadas em janeiro de 2021. Em fevereiro cerca de 102 milhões de contas de celular foram vazadas. Hoje o país se encontra na 12ª posição no ranking de mais atingidos por vazamentos.


Mas como devemos agir em casos de exposição de dados? A primeira ação é a troca das senhas, pensar no motivo que pode ter culminado na exposição, entender a origem e entrar em contato com a empresa responsável pelo vazamento. Caso não haja retorno, a ANPD, criada para segurança dos dados dos titulares, pode ser contatada.


Confira mais informações em: https://www.lgpdbrasil.com.br/saiba-quais-acoes-tomar-em-casos-de-vazamentos-de-dados-pessoais/


#DPO #DPOCenter #LGPD #ANPD